Novas receitas

Ficar sexy na cozinha, um dia de cada vez

Ficar sexy na cozinha, um dia de cada vez


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

"Sexy não está no seu armário; sexy está na sua cozinha", escreve Candice Kumai na introdução de seu último livro de receitas, Cozinhe-se Sexy.

Isso parece que vai virar uma página cheia de vapor - pelo menos para um livro de receitas.

Com toda a seriedade, porém, as receitas deste livro tratam de cozinhar e comer boa comida. Pegue o Spicy Peanut Soba Noodles, com influência japonesa e do sudeste asiático, por exemplo: eles são legais e refrescantes, temperados com um vinagrete de vinho de arroz que incorpora apenas o suficiente de manteiga de amendoim para tornar o prato satisfatoriamente rico sem exagerar em calorias ou gordura. Ou o Chili-Lime Shrimp Tacos, que dispensa as carnes gordurosas e o queijo de engorda encontrados na maioria dos tacos e submarinos em camarões que amam a cintura e uma salada de repolho de maçã repleta de sabor. E a sopa de frango com limão também é saborosa e boa para a dieta.

Embora alguns dos títulos de receitas sejam um pouco fofos, com nomes como Marry Me Spaghetti and Meatballs, Skinny Jean Sliders e Pho e Champagne na cama, isso não tira o fato de que eles são deliciosos - e não têm gosto de comida dietética.

Mas Kumai também se mostra travesso ao apresentar algumas indulgências verdadeiras aqui e ali - Oxtail Ragù com Pappardelle é maravilhosamente rico e é uma prova do treinamento culinário formal de Kumai, mas não se pode deixar de imaginar como isso se encaixa em um regime alimentar saudável . Batatas fritas com alho e alecrim com ketchup de agave-chalota também soam incríveis - muito boas e travessas ao mesmo tempo. E impossível de ignorar é toda a seção de sobremesas no final do livro.

A resolução está no plano de dieta de amostra de sete dias no início do livro, com base nas receitas do livro. Preste muita atenção e a maioria das pessoas notará que, pelo menos durante os dias de semana, os tamanhos das porções e as escolhas dos pratos vão levar algum tempo para se acostumar - como um novo par de jeans skinny. Veja a terça-feira, por exemplo - o dia começa com uma xícara de chá e apenas uma maçã fatiada, com uma colher de sopa de manteiga de amendoim. O almoço é igualmente desafiador, com apenas uma salada de beterraba e quinua e um refrigerante para acompanhar tudo, e quando seu estômago está roncando no jantar, há apenas uma tigela de sopa minestrone, um pedaço de pão sírio integral e chá de ervas esperando por você. Amor difícil.

Mas os fins de semana são diferentes.

O domingo, por exemplo, vai parecer um banquete para o dia inteiro em comparação - Panquecas de Espelta com Geléia de Blueberry no café da manhã, Tomates Assados ​​com Cevada no almoço e no jantar, um frango assado com batatas para alevinos. Faça uma dieta forte durante a semana, dê-se ao luxo de um pouco - muito pouco - nos fins de semana. Se você tratar as receitas deste livro de receitas como as de qualquer outro livro de receitas e apenas comer o quanto quiser, do que quiser o tempo todo, provavelmente não funcionará para você.

Ei, ninguém disse que ia ser fácil.

Afinal, Kumai está "aqui para ajudá-lo a colocar sua geladeira, mente e ** em forma". Se isso não é motivação para voltar para a cozinha e cozinhar algo certo para variar, não sabemos o que é.

Pho e Champagne na cama

Provavelmente não é algo que estará no menu da lanchonete local, e é por isso que gostamos.

Sopa de missô de Baachan

Kumai homenageia sua avó japonesa com esta receita comovente.

Gyoza vegetal com molho Ponzu

Esqueça os congelados - faça o seu próprio em casa.

Will Budiaman é o Editor de Receitas do The Daily Meal. Siga-o no Twitter @WillBudiaman.


A cozinha

Enquanto Katie Lee prepara Cremosos de Couve e Ovos para o café da manhã, os chefs discutem suas resoluções de Ano Novo. Eles também apresentam e preparam pratos deliciosos para ajudar os espectadores a colocar o jantar na mesa. Eles debatem os méritos de vários aparelhos de cozinha versus uma boa faca de descascar e Geoffrey Zakarian faz um Red Velvet Cocktail, enquanto os chefs preparam o que estão "Into and Over" esta semana.

Clube do livro de receitas

Os tweets dos telespectadores são respondidos enquanto os chefs preparam uma receita deliciosa com os ingredientes mais pesquisados ​​em foodnetwork.com: frango, couve e quinua. Sunny Anderson apresenta Jenny McCoy como a primeira a entrar no Clube do Livro de Receitas da Cozinha por seu livro de receitas "Sobremesas para Cada Temporada". Jeff Mauro ajuda Sunny Anderson com seu Easy Cheesy Beefy Ravioli usando uma carne assada em panela elétrica. Geoffrey Zakarian faz The Perfect Manhattan enquanto todos eles discutem sobre o que estão "dentro e fora".

Wings Two Ways

Os donos da casa decidem dar uma espiada na despensa um do outro e Marcela Valladolid faz costeletas de porco grelhadas na frigideira com abacaxi e cuscuz. Katie Lee e Jeff Mauro enfrentam o frio para grelhar Salmon e Sunny Anderson e Geoffrey Zakarian fazem suas receitas favoritas de Wing. Geoffrey dá dicas sobre confusão enquanto prepara o delicioso coquetel desta semana.

Conquistar e cozinhar

Esta semana, Sunny Anderson compartilha sua receita de Succotash de Frango Cremoso usando feijão-de-lima congelado, e os chefs abordam alimentos que a maioria das pessoas evita, como romã, gengibre e abóbora. Os anfitriões apresentam seu primeiro segmento "Favoritos Pessoais", onde cada um cozinha com um ente querido: Esta semana Katie Lee e sua mãe provam duas sobremesas não cozidas, Cow Pile Cookies e Banana Pudding Pie. Enquanto todos compartilham o que estão "Into and Over", Geoffrey Zakarian prepara um delicioso coquetel de gim.

O grande jogo

Os anfitriões do The Kitchen estão se preparando para o grande jogo com uma tonelada de ideias para dar a festa do futebol definitiva. Durante o show, um estádio de futebol sem comida será construído enquanto Geoffrey Zakarian faz o melhor chili do dia do jogo, Sunny mistura uma deliciosa jarra de coquetéis, Katie faz o mergulho final, Jeff constrói o sanduíche perfeito e você não pode ter uma festa sem algo doce, então Marcela faz uma deliciosa torta doce.

Correções fáceis para o jantar

Esta semana, The Kitchen trata de consertos fáceis. Marcela faz empanadas de frango com massa de pizza do supermercado. Katie & rsquos fazendo fritatta com sobras de batatas, presunto, ervilhas e pesto e Geoffrey irá satisfazer sua vontade de comer doce com um pudim de chocolate amargo decadente. Além disso, o Chef Scott Conant demonstra sua polenta fácil e deliciosa.

Ferramentas Antigas, Novas Idéias

A cozinha está cheia de novas ideias esta semana, começando com Sunny & rsquos & ldquo1 Pan Plan & rdquo. Marcela & rsquos got & lsquoToday & rsquos Dinner, Tomorrow & rsquos Lunchbox & rsquo, e toda a turma encontra novos usos para ferramentas antigas, como cortadores de biscoitos e uma pasta de peru. Além disso, Katie foi para a escola de pizza e dá uma aula sobre como fazer a pizza perfeita.

A cozinha no gelo

Esta semana a cozinha está no gelo quando o convidado especial Brian Boitano passa para fazer rigatoni com linguiça de frango apimentada, Jeff Mauro usa 3 ingredientes do freezer para um prato delicioso e Geoffrey mistura um Icy Orange Cosmo. Além disso, Sunny & rsquos cozinhando uma de suas receitas mais pesquisadas, macarrão com queijo picante e Marcela & rsquos tem sobremesa coberta com uma barra de sundae de sorvete.

The Kitchen Helpline

Esta semana, os anfitriões vão responder às suas perguntas: primeiro, eles respondem aos vídeos dos telespectadores e Geoffrey faz um delicioso frango grelhado com azeitonas. Em seguida, dão conselhos sobre como consertar as falhas de comida dos espectadores e discutem "Faça você mesmo ou compre?" ao fazer Hummus e Salsa. Kelsey Nixon, autora de livros de receitas e apresentadora do Cooking Channel, faz seus Sloppy Janes e os anfitriões se divertirem dando novos usos para a cozinha de utensílios domésticos.

Tradições Familiares

Esta semana, o The Kitchen está celebrando as tradições familiares. Katie começa com um refazer ensopado de carne enquanto atualiza o ensopado de seu avô. Os anfitriões também se revezam para compartilhar suas sugestões sobre como atualizar os pratos tradicionais da família dos telespectadores. Além disso, Geoffrey faz salmão assado frito com pepino e salada de maçã usando nosso Supermarket Fix - Pesto. E compartilhamos ótimas ideias, adicionando um ingrediente a um lanche favorito para torná-lo extraordinário!

The Comeback Classic

Hoje na cozinha Sunny faz Bahamian Peas and Rice com bacon. Os anfitriões compartilham suas dicas de como cozinhar o bacon perfeito e em "Faça Você Mesmo ou Compre", Marcela faz o molho Ranch e Katie faz Guacamole. Além disso, as garotas enfrentam o frio e fazem um pouco de "Sweet Grilling" enquanto Marcela faz Bolo de Libra Grelhado Com Abacaxi Embebido em Tequila. O "Comeback Classic" desta semana é a Iceberg Wedge Salad com os anfitriões compartilhando suas receitas exclusivas para este favorito vintage.

Ultimate Meatloaf

Esta semana no The Kitchen, Jeff e Geoffrey se juntaram para fazer o Ultimate Meatloaf, enquanto os outros anfitriões compartilham suas dicas para fazer o melhor bolo de carne. Eles "conquistam e cozinham" Tofu, Berinjela e Chiles enquanto Jeff faz Berinjela Szechuan Crocante e Tofu. Os anfitriões olham as fotos enviadas pelos espectadores para responder "Can I Eat This?" A atriz e autora de livros de receitas Haylie Duff faz Tâmaras Embrulhadas com Frango e Crostini de Cogumelo com Ervas. E por último, mas não menos importante, "São 5:00, em algum lugar", enquanto Geoffrey faz uma Grapefruit Margarita para celebrar a primavera.

Martha Stewart visita a cozinha

Esta semana, The Kitchen tem um visitante especial, quando Martha Stewart passa por aqui para compartilhar sua receita de um Bolo de Chocolate com Cookie Icebox e é introduzida no Clube do Livro de Receitas da Cozinha. Jeff compartilha a receita de sua família com Blueberry Pancake, Marcela faz Spicy Oregano Burgers para o jantar e mostra como transformá-los em Mini Meatball Pita Sandwiches para o almoço. Além disso, temos ótimas ideias para inserir nutrição nas sobremesas dos seus filhos. E, mais uma vez, ajudamos você a decidir quais ferramentas de cozinha valem a pena ter na remoção de ferramentas desta semana.


Tendências em pizza: a grande dança

Quando a pizza se tornou popular nos Estados Unidos, ela já havia mudado drasticamente de sua expressão original no sul da Itália. Imigrantes recém-chegados não podiam comprar lenha para abastecer seus fornos, então mudaram para o carvão como uma solução mais barata. A farinha era muito volumosa para importar e o queijo muito perecível, por isso eram adquiridos localmente. Não foi até recentemente que a pizza Napoletana original finalmente encontrou seu lugar no mercado de restaurantes americano. Agora que a madeira se tornou uma fonte viável de combustível, inúmeras pizzarias abriram com métodos de panificação artesanal. Alguns seguiram a rota do napolitano tradicional, guiados por suas regras e regulamentos, enquanto outros modificaram o processo para atender aos gostos de seus clientes. Esta nova adaptação passa por muitos apelidos, incluindo neo-napolitano, NEOpolitan, neo Classica e estilo American Artisan. Independentemente da nomenclatura, o estilo conquistou um nicho no mercado americano de pizzas.

É fácil agrupar todas as pizzas artesanais de tamanho pessoal em uma única categoria, mas variações aparentemente pequenas são frequentemente significativas. A pizza napolitana está enraizada em métodos históricos, por isso seus parâmetros são rigidamente controlados. Várias organizações foram formadas nas últimas décadas para proteger sua definição. A Assoziazione Verace Pizza Napoletana, criada para combater a ameaça crescente da pizza fast food americana, certificou 96 pizzarias na América com base no cumprimento de uma lista detalhada de regulamentos. Os pizzarias individuais podem buscar a certificação de domínio do estilo por meio de outra organização, a Assoziazione Pizzaiuoli Napoletani, que exige treinamento direto de representantes da organização. A marca de reconhecimento mais oficial vem do Jornal Oficial da União Europeia, que concedeu a proteção do nome Pizza Napoletana em 2010. Agora, as pizzarias na UE podem identificar seus produtos com a sigla TSG (Traditional Specialty Guaranteed) se seguirem um conjunto estrito de regras semelhantes às do AVPN. (Consulte a barra lateral para um resumo das diretrizes do TSG.)

Ellie Olsen é certificada pelo AVPN e APN e ela mesma certificou dezenas de fabricantes de pizza por meio de seu negócio, Wood Fired Oven Baker. “A pizza napolitana se tornou muito sexy nos EUA”, diz ela sobre a tendência que a inspirou a expandir seu negócio importando e armazenando fornos italianos para pizzarias napolitanas. Mas sua clientela mudou nos últimos cinco anos e agora eles estão vindo até ela com novas preocupações. “Eles me dizem que apreciam e respeitam a pizza napolitana e sua tradição, mas suas comunidades não a querem”.

O maior problema que os clientes têm com a pizza napolitana é um resultado direto das regras rígidas do estilo. As pizzas devem ser assadas em alta temperatura (905 F) por um período de tempo extremamente curto (60 a 90 segundos), então as pizzas costumam ficar ligeiramente úmidas no centro. Isso não é um problema em Nápoles, onde cada pizza é servida sem cortes para uma única pessoa. Os problemas ocorrem quando essas tortas pessoais são cortadas em fatias, que dificilmente suportam o peso e a umidade de suas coberturas. Há uma coisa que falta na pizza napolitana e que os americanos adoram: estabilidade.

Digite a pizza NEOpolitan. Os clientes “querem que (sua pizza) pareça napolitana, mas eles são americanos, então eles querem crocante”, diz Anthony Falco, ex-czar da pizza da Roberta’s Pizza no Brooklyn. Suas tortas individuais de 30 centímetros são assadas em um forno a lenha com coberturas cuidadosamente selecionadas, mas não atendem às exigências do manual napolitano. “Todo mundo quer produtos de maior qualidade e melhores experiências alimentares, mas a pizza napolitana não faz sentido para (todos) os americanos.” Falco descreve a pizza no Roberta's como "pizza americana usando técnicas italianas". Se a pizza napolitana é o trampolim, a pizza NEOpolitana é o ponto de partida.

Os fabricantes de pizza NEOpolitan usam vários métodos para obter uma base mais resistente, cada um dos quais viola o código de pizza napolitana. Um é misturar a tradicional farinha italiana macia com a forte farinha americana. Roberta's mistura farinha de Pizzeria "00" de Caputo com Sir Galahad do Rei Arthur para obter uma crosta que não flui.

Outro método é assar pizzas por mais tempo em uma temperatura mais baixa do que suas contrapartes napolitanas. David Sheridan aprendeu sozinho a assar pizza em um forno a lenha que ele construiu em seu quintal no Brooklyn, mas optou por um forno elétrico quando abriu o Wheated em 2012. “A textura que obtenho de uma cozedura de três a quatro minutos a 700 graus é mais confiável do que o cozimento super-rápido que eu recebia do forno a lenha ”, diz Sheridan, que prefere“ não se sentir acorrentado por nenhuma tradição ”.

As vendas de fornos de média temperatura indicam que a tendência da América para a pizza NEOpolitan está claramente aumentando. Anthony Pilla, chefe de desenvolvimento de negócios da empresa de fornos Marra Forni, diz que os fornos a gás representaram 75 por cento das vendas da empresa no ano passado. Temperatura mais baixa e operação mais fácil tornam a queima a gás uma ótima ferramenta para esta versão amigável do original italiano.

A Wood Stone, uma produtora de fornos de lareira aberta, começou como uma empresa de fornos a lenha, mas agora vende muito mais fornos a gás. O chef corporativo de Wood Stone, Michael Brockman, testemunhou pessoalmente a conversão das pizzarias do estrito napolitano para o mais robusto NEOpolitan. “Muitos de nossos clientes começaram a fazer napolitano, mas abandonaram o cozimento de menos de dois minutos porque seus clientes queriam crocante.”

“Ainda pode ser bom, mas não é napolitano”, diz o presidente da APN Americas, Roberto Caporuscio, sobre pizzas assadas em temperaturas mais baixas do que as exigências napolitanas. A AVPN, por outro lado, acrescentou recentemente uma disposição especial para fornos a gás às suas opções de certificação. Caporuscio também destaca que a textura da base de uma pizza não é apenas

depende do tempo e da temperatura de cozedura, mas também da forma como a massa foi tratada. “A pizza napolitana requer um alongamento suave e suave” para manter a retenção de gases na massa. Métodos agressivos, como lançamento manual e pinos de rolamento, resultam em um produto mais denso, o que pode ser preferível para alguns clientes.

Os termos NEOpolitan, neo-napolitan, American Artisan e neo Classica não identificam um estilo intencional, mas descrevem um gênero mais amplo que é distinto da pizza napolitana. Em certo sentido, eles empregam as mesmas adaptações que aconteceram quando a pizza chegou aos Estados Unidos.


10 maneiras de se sentir mais sexy no quarto

Sentir-se sexy geralmente tem pouco a ver com, digamos, sexo. Na verdade, a construção de sua confiança sexual nem precisa acontecer no quarto. Quer seja jogando fora sua roupa íntima velha e nada lisonjeira, encontrando a iluminação certa ou fazendo uma aula de ioga, há muitas maneiras fáceis (e divertidas!) De se sentir mais quente do que nunca. Deixe que essas idéias o ajudem a começar.

1. Esbanje em alguma lingerie glamour.
Quem se importa com o que Gisele B & uumlndchen está vestindo? O objetivo é encontrar estilos nos quais você se sinta sexy. Portanto, embora uma calcinha fio dental possa funcionar para uma mulher, talvez você se sinta mais fofo (e mais confortável) em um par de shorts masculinos. Se você considera demais um sutiã push-up com estampa de leopardo ousado, tente um número rendado mais sutil e pode ser igualmente excitante.

2. Vista a peça.
O que você está vestindo antes de tirar a roupa é tão importante quanto. Para algumas mulheres, nada as faz sentir mais gostosas do que seu jeans favorito, sejam elas "magras" ou não. Outros podem preferir uma saia curta ou um vestido justo. De qualquer forma, escolha uma roupa que ostente sua parte corporal favorita e garantimos que você se sentirá mais ousado em nenhum momento.

3. Apague as luzes.
A iluminação fluorescente não é amiga de ninguém. Todos nós aprendemos isso da maneira mais difícil em muitos provadores de lojas de departamentos. Pelo contrário, a iluminação certa em seu quarto pode fazer você parecer e se sentir uma deusa do sexo. As luminárias que iluminam para cima são as mais lisonjeiras, assim como as lâmpadas de baixa voltagem e aquelas com um tom bastante avermelhado. Também adoramos dimmers, lâmpadas e velas para definir o clima.

4. Encerre-o.
Há algo em uma perna nua lisa que nos dá vontade de brincar um pouco. O mesmo pode ser dito para uma cera de biquíni. Pode parecer muito esforço, mas você vai morrer de vontade de tirar a roupa!

5. Relaxe.
É difícil se sentir sexy quando você está completamente estressado e exausto. É por isso que é importante reservar um tempo para você! Peça a seu marido para cuidar das crianças enquanto você dorme em um sábado. Faça uma aula de ioga ou beba uma taça de vinho com o jantar. Nós prometemos, seu desejo sexual vai agradecer.

6. Saia da sua zona de conforto.
Há algo excitante em viver um pouco perigosamente. Planeje uma atividade mais ousada do que o normal, como escalada ou surfe - tudo o que aumenta a adrenalina. Não é do tipo esportivo? Experimente usar uma saia mais curta do que o normal ou um top que mostre um pouco mais de decote. Ainda melhor: envie uma mensagem sexy para seu parceiro ou sugira assistir a um filme picante juntos.

7. Vá para a academia.
A pesquisa mostra que o exercício melhora a sua imagem corporal & mdash, mesmo que o número na escala seja exatamente o mesmo. Na verdade, um estudo de 2009 da Universidade da Flórida descobriu que as pessoas que se exercitam, mas não perdem gordura, se sentem tão bem com seus corpos quanto seus colegas mais em forma. Portanto, mesmo que você ainda esteja trabalhando para ter um abdômen com tanquinho, você ainda se sentirá quente.

8. Crie sua fantasia de sonho.
Por que você não deveria ser a heroína em seu próprio romance? Imagine-se fazendo todas as coisas sexy que você gostaria de fazer e então faça-as. Tente manter um diário. Quem sabe, talvez venha a ser o próximo best-seller (erótico)?

9. Envolva seu parceiro.
Peça a ele para lembrá-lo de todas as coisas que ele acha atraentes em você. Saber o que o excita ajudará você a se ver através dos olhos dele. Então, você pode fazer o mesmo por ele.

10. Não se compare a outras mulheres.
Só porque Jennifer Aniston fica incrível de biquíni, não significa que você tenha que se esconder debaixo da camiseta. Medir-se com imagens corporais não tão fáceis de obter é uma receita para a tristeza do quarto. Olhe no espelho e observe o que você acha sexy. Você ficará surpreso com o quanto você realmente ama seu corpo.

DIGA: Como você se sente mais confiante no quarto?


Mais sobre

Conheça Nicole Bernard Dawes, fundadora de sua nova marca de água com gás favorita

Nicole Bernard Dawes acha que estamos apenas no início da mania da água faiscante. Inspirada por uma vida inteira de experiência em alimentos e bebidas (e já tendo criado os chips do final de julho), Nicole fundou a Nixie: uma linha de água com gás com sabores incríveis como Watermelon Mint e Lime Ginger. Mas ainda melhor, todas as bebidas dela são [e diabos]

Cuidado com o açúcar escondido: cinco alimentos inesperados a evitar

Todos nós sabemos que devemos evitar comer muito açúcar, mas e se você nem mesmo sabe que está comendo? De acordo com o Dr. Mark Hyman, autor de The Pegan Diet, "Esteja ciente dos açúcares ocultos que se escondem em alimentos processados, bebidas e até mesmo alimentos‘ saudáveis ​​’como cereais e trigo." Ele segue para [& hellip]

Dr. Mark Hyman sobre como a nutrição desempenha um papel na pele saudável

Dr. Mark Hyman disse que uma dieta balanceada desempenha um papel importante na saúde de sua pele, dizendo que a maioria dos problemas tem origem na saúde intestinal ou na dieta alimentar. Se você não está comendo direito, ele enfatizou que não importa quantos cremes ou outros produtos você esteja colocando na pele. “Muitos problemas de pele, pessoas [e diabos]


Atualização Steamy Kitchen

Você pode sentir a NOVA energia! Algo sobre a primeira semana de um novo ano! O cachorrinho acima é Fluffy, meu irmão e rsquos Grandes Pirineus, que é apenas uma bola de pêlos de amor.

Ele foi meu par no Natal e no Ano Novo! Eu amo sua energia gentil e calmante, e sua presença me lembra de ter o tempo deliberado e cuidado atento em relação às pessoas, animais e hellip.e até mesmo na comida que nutre meu corpo.

Embora muitas pessoas tenham resoluções de Ano Novo, eu escolho ter um tema ou & ldquomotto & rdquo anual. O lema do ano passado foi & ldquoRise Up & rdquo inspirado nesta música (o vídeo de música tem 80 milhões de visualizações!).

Este ano, meu tema central é & ldquoBoas vibrações & rdquo & ndash seja uma vibração de positividade, abundância, felicidade e boa energia.

Você tem um foco ou lema para 2021? Eu adoro aprender o que move você! Podemos apoiar uns aos outros na felicidade, no crescimento e na cura no ano novo?

Jaden, uau! de Duke no Canadá e uau! de Fluffy.
Oh, e uau! de Bruno, meu irmão pastor alemão.

O que esperar no ano novo da Steamy Kitchen:

1. Conexão com a comunidade: Nossa comunidade cresceu amplamente e estaremos criando um espaço para todos nós nos reunirmos e nos conectarmos ainda mais! Estamos entusiasmados por ter um lugar onde podemos colaborar e nos conectar em todas as coisas sobre Receitas, Amando suas sobras, Brindes e Gratidão, Comunidade e muito mais.

2. Lançamento de produto secreto em breve: temos alguns projetos muito interessantes chegando ao Steamy Kitchen neste trimestre. Para aqueles de vocês que amavam meus livros de receitas no passado, podem estar muito animados com o que estamos prestes a compartilhar com vocês neste mês! Minha equipe e eu temos trabalhado muito no desenvolvimento de uma solução perfeita para revitalizar sua cozinha, preparação de refeições e refeições noturnas da semana!

3. O Desafio de 5 Dias do Geladeira Detox: Este mês estamos ajudando você a AMAR sua cozinha de novo! Com o ano novo aqui, queremos ajudá-lo a organizar essa cozinha para que se sinta inspirado, administre melhor sua comida e saiba exatamente o que há em sua cozinha! Estaremos compartilhando mais detalhes sobre este próximo desafio, na próxima semana!

4. Novas receitas e recursos de estilo de vida: Queremos ajudá-lo a prosperar o máximo que puder este ano e aumentaremos nosso conteúdo para fornecer receitas, dicas e truques mais inspiradores e úteis sobre todas as coisas do Loving Your Leftovers!

5. Experiência de brindes aprimorada: Com prêmios criativos e um novo formato de brindes personalizado em andamento, estamos nos empenhando para oferecer a você as melhores experiências com nossos brindes este ano! Analisamos cada comentário, e-mail e feedback para ter certeza de que estamos criando os melhores brindes para você!

PRESENTES DA CORRENTE DE COZINHA FUMADA

NOVOS GIVEAWAYS!

& ndash Oferta de fone de ouvido de realidade virtual Oculus Quest 2
& ndash Concurso de Fotografia de Boas-Vindas 2021

VENCEDORES DESTA SEMANA

Parabéns aos vencedores da semana e rsquos!

Vencedor instantâneo do vale-presente de $ 10 da Ikea
-Kelly Piliere de Fulton, MD

Escolha dos vencedores Vencedor instantâneo de vale-presente de $ 10
-Tiffany Quach de

Vencedor instantâneo do cartão-presente de $ 10 da Starbucks
-Iuliia Golubchyk de Montreal, QB


8 receitas artesanais de pão de fermento natural para fazer em casa

Seu iniciador de massa fermentada está ativo e borbulhante, e você está pronto para assar! Essas oito receitas de pão de fermento artesanal são um lugar maravilhoso para começar, produzindo pães deliciosos. Aqui você encontrará de tudo, desde meu fermento diário até um pão de nozes torradas exclusivo e fermento de mel com mel. Você também encontrará uma receita de Fermento de Centeio Rústico na parte inferior desta postagem!

Embora eu já cozinhe por algum tempo, a magia da massa fermentada nunca envelhece. A ideia de que um belo pão caseiro surge de três ingredientes simples: farinha, água e sal & # 8211 é fascinante.

Além desses ingredientes, minhas ferramentas favoritas de massa fermentada incluem:

Em cada receita, Eu & # 8217 incluí instruções passo a passo para guiá-lo em sua jornada de cozimento. Se você é novo na área de cozimento de massa fermentada, pode achar útil meu Sourdough Starter FAQ.


16 dicas de sexo oral para torná-lo mais agradável para todos

Quer você participe de sexo oral como preliminares antes do sexo com penetração ou como o principal evento em sua aventura sexual, pode ser um ato incrivelmente satisfatório e prazeroso ter um (s) parceiro (s). Claro, ter algumas dicas de sexo oral à sua disposição certamente não fará mal nenhum. Alguns argumentaram que o sexo oral é, na verdade, mais íntimo do que o sexo com penetração, visto que exige que você se aproxime de uma das partes mais pessoais do corpo de uma pessoa. Afinal, não é todo dia que você está com o rosto no colo de alguém.

Mas há algo mais profundo do que o posicionamento do corpo que pode tornar esse ato sexual específico tão agradável também. A menos que você participe de sexo oral mútuo, como em uma posição de sexo 69, é típico que apenas uma pessoa goze de cada vez. Essa pode ser uma posição seriamente vulnerável para qualquer pessoa, quer seja dar ou receber. E, uma vez que é uma posição tão vulnerável, pode tornar muito mais fácil se sentir mais próximo, mais conectado e mais íntimo do (s) seu (s) parceiro (s). Então, novamente, há uma chance de que isso também traga uma série de inseguranças. Como você diz ao seu parceiro o que você gosta? E como você descobre se seu parceiro está gostando do que você está fazendo com ele?

O sexo oral bem-sucedido não é apenas para atingir o orgasmo & mdash é para aumentar a intimidade, ganhar confiança sexual e proporcionar a você e ao seu parceiro uma experiência gratificante. Pode parecer uma tarefa difícil, mas não precisa ser. Com algumas dicas simples, você pode dominar o jogo do sexo oral. Essas dicas úteis transformarão qualquer sessão de saco em uma experiência divertida e cheia de vapor, então pegue seu parceiro e um pouco de lubrificação e comece.

1. O consentimento é a coisa mais importante, ponto final.

Antes de começar qualquer coisa, é importante lembrar a regra de ouro: Nada de sexo sem consentimento. Sim, até sexo oral. Algumas pessoas simplesmente não têm interesse em receber ou oferecer sexo oral & mdash e isso & rsquos completamente bom. É importante respeitar os desejos de seu parceiro acima de tudo. Portanto, sem abaixar a cabeça e sem implorar. Se a resposta for não, respeite e siga em frente.

2. Converse antes.

A melhor hora para bater um papo sobre o que você gosta e não gosta em sexo, oral ou com penetração, é quando ainda está com a roupa vestida. Isso permite que você e seu parceiro tenham uma discussão que não seja coercitiva ou encoberta por qualquer tipo de pressão. Revise o que você gosta, o que não gosta, quaisquer fantasias nas quais você esteja interessado, ou qualquer coisa que seja absolutamente proibida. Assim, quando vocês estão no calor do momento, todo mundo conhece as regras.

Apenas tenha em mente que qualquer discussão antes do sexo não anula quaisquer mudanças que possam ocorrer durante o sexo. Se alguém revoga o consentimento durante o sexo, tudo deve parar completa e imediatamente. Um "sim" pré-sexo não nega um "não" durante o sexo.

3. O incentivo é essencial.

Algumas pessoas consideram o sexo oral anti-higiênico ou vergonhoso, e esse estigma pode impedir que outras pessoas gostem do ato. Como Gigi Engle, sexóloga certificada e autora de Todos os malditos erros: um guia para sexo, amor e vida ressalta, não ajuda que haja toda uma indústria dedicada a vender produtos que "refresquem" vulvas e vaginas, como se fossem intrinsecamente anti-higiênicos. “Como essas atitudes negativas são abundantes, certifique-se de que seu parceiro saiba o quanto você deseja dar-lhe sexo oral”, disse ela ao Dia da Mulher. "Seja aberto sobre o quão quente eles são e como são bons. Fazê-los se sentirem confortáveis ​​(e sexy) em seus corpos os ajudará a relaxar." E, claro, alguém que está relaxado tem mais probabilidade de sentir orgasmo.

4. Entre no estado de espírito correto.

Se você fizer sexo oral tratando-o como uma tarefa árdua, provavelmente não será divertido para ninguém. "A primeira coisa que você precisa fazer é reformular de, 'Eu tenho que dar sexo oral,' para, 'Eu pegue para dar sexo oral '", disse Goody Howard, sexóloga, educadora e consultora de intimidade, ao Woman's Day. De acordo com Howard, a melhor maneira de entrar no clima é colocar uma música na cabeça." Escolha uma música que dê certo. você se sente poderoso, bonito e forte ", sugere ela." Pode ser country, pode ser uma armadilha, pode ser gospel & mdash o que quer que faça você se sentir confiante. "Essa música também lhe dará um ritmo para se apresentar e pode ajudar você mantém sua respiração sob controle. Dica profissional: cantarolando a melodia da música no corpo do seu parceiro vai dar a eles alguns realmente boas vibrações.

5. Não tenha vergonha da inexperiência.

É totalmente normal não saber do que você gosta ou não saber fazer sexo oral. Na verdade, algumas das experiências sexuais mais satisfatórias são exploratórias. Esteja aberto para seu (s) parceiro (s) sobre sua experiência, para que todos possam estar na mesma página. E não sinta que você tem que mergulhar no fundo do poço logo de cara.

6. Comece devagar e use todos os cinco sentidos.

Relaxe, especialmente se você é novo no sexo oral. Pode ser difícil responder a estímulos diretos e intensos logo de cara, então faça cócegas e provoque um pouco. "Acho que devemos abordar todos os tipos de sexo de forma mais sensual", diz Howard. "Quando você vive sensualmente, você experimenta o sexo por meio de todos os cinco sentidos. Você está pensando na firmeza do pênis contra a suavidade da boca ou na sensação do clitóris contra a textura dos lábios."

Talvez lamber a cabeça do seu parceiro e rsquos pênis antes de colocá-los totalmente em sua boca. Ou use seus dedos no clitóris de seu parceiro antes de começar a lamber e chupar. Pare um momento para apreciar o cheiro do seu parceiro e o ritmo de sua respiração, e o sexo oral parecerá um ato sensual, não apenas sexual.

7. Ouça e procure pistas não-verbais.

Às vezes, no calor do momento, pode ser difícil para a pessoa que recebe o sexo oral falar sobre o que está sentindo. É por isso que é tão importante para a pessoa que dá o oral ouvir e procurar pistas não-verbais. "If they're pushing into your face and moaning, you can be pretty sure what you&rsquore doing is working," Engle says. "But if they're pulling away or dead silent, try something else." And if you can't figure out how they're feeling, then don't hesitate to ask! As Engle says, "Communication is lubrication."

8. Use your hands, too.

If your partner has a penis, work their shaft in tandem with your mouth sucking on their head. It creates a longer surface of stimulation, which can be incredibly tantalizing to some. If your partner has a clit and a vulva, don&rsquot be afraid to rub their clit with your thumb in between sucks. Or, insert a few fingers into their vagina while you&rsquore sucking their clit, and massage their g-spot. It&rsquos the spongy membrane on the inside of their vagina, directly under the mons. Use two fingers in a come-hither motion to slowly work this sensitive spot.

9. Moisture is your friend.

Whether it be spit or lubricant, use a lot of it. Nothing kills the mood like sandpaper friction during oral sex. And while Howard recommends the use of flavored lube, she advises people to "stay out the kitchen" when it comes to oral sex. "I know it's fun and people think they're getting creative, but if oral sex transitions to insertive sex, you're going to challenge every pH of every genital," she says.

FYI, when the pH level of your vagina is thrown off, it can lead to itching, burning, unpleasant odor, or unusual discharge, which doesn't really make that food play seem worth it &mdash especially since yeast feeds on refined sugar.

10. When in doubt, find a consistent rhythm.

Engle says there are three key factors to keep in mind while performing oral sex: rhythm, style, and movement. While giving can be a bit overwhelming, Engle suggests finding a consistent rhythm and motion as you get started. Once you settle into a comfortable rhythm, you might be feeling confident enough to switch things up a bit.

11. Don&rsquot forget to add some variety.

Once your partner is properly worked up, try adding in a little variety. If your partner has a penis, try taking it deeply into your throat (if you&rsquore comfortable) and then quickly change to short, head-centric sucking. If your partner has a clitoris, alternate between tickling the sensitive spot with the tip of your tongue and sucking it. "You can try moving up and down over the clitoris, left to right, or in a figure eight motion," Engle suggests. "The clitoris is the center of everything &mdash but don't be afraid to engage the entire vulva, such as the inner and outer labia and the mons pubis. A little tongue action can also be very hot for those who enjoy it, as the entrance to the vagina is packed with nerve-endings."

12. Experiment with toys.

One of the best ways to spice up oral sex is by incorporating a toy, and Howard's recommendation is a bullet vibrator. "You can insert the bullet into the anus while performing fellatio or cunnilingus, you can insert it into the vaginal canal and then perform cunnilingus on the vulva, you can hold it under the balls while performing oral sex on the penis &mdash the options are unlimited."

13. Ask your partner(s) what they like.

According to Engle, showing interest in what brings your partner(s) pleasure is a enorme turn-on. After all, every person&rsquos body is different and may enjoy being stimulated in a variety of ways. Engle says simply asking your partner what they like can help you figure out what makes them feel good (and it also makes for some titillating dirty talk). "You are not a mind-reader. Don&rsquot pretend you can see into the oral sex crystal ball," Engle says. "Ask and then do exactly what they say. If they aren't sure what they likes&hellip well, then there is plenty of room for experimentation."

14. Give directions.

Any partner who you have going down on you should be a partner you trust to take your directions as an adult, period. So don&rsquot be afraid to tell your partner if something just isn&rsquot working for you, and yes, you can do this in a sexy, encouraging way so as not to break the mood.

15. Make some noise.

As Engle points out, you're not in a movie theater &mdash when you're downtown, go ahead and make some noise! "We often get into our heads and think, 'Am I taking too long? I wish I could hurry this up and orgasm,'" Engle says. "They want to know that you want to be down there." Let your partner know that you're a willing and excited participant with moans and compliments, because your enthusiasm will likely turn both you and your SO on.

16. Remember that orgasm is not the only goal.

In general, society tends to be a little orgasm-obsessed. Oral sex is a great way to pleasure your partner without worrying about getting them off, so focus on the journey, and not the destination. Use it as a way to learn about your partner&rsquos pleasure and your own, because as Howard says, "Oral sex is performance art." And if you do orgasm? Well, that&rsquos just a cherry on top.

Subscribe to Woman's Day today and get 73% off your first 12 issues. And while you&rsquore at it, sign up for our FREE newsletter for even more of the Woman's Day content you want.


Cookalongs brought the world (and friends) into my kitchen, 1 meal at a time

How much do we all hate Zoom meetings now? Honestly, it’s almost become triggering to sign into the video chat site, reminding me of the early fear-filled days of the pandemic when we all turned to online “happy hours.”

But one saving grace of video hangout sessions has been the best thing to come out of the pandemic, for me anyway. I’m talking about the Zoom cookalong.

When my husband and I stopped getting restaurant meals cold turkey back in March, we turned to cooking at home as entertainment and solace. My income from our two Airbnbs had evaporated overnight so there was no spending money — and in the very early days we were afraid of going almost anywhere, entrusting our health and safety to unseen people preparing food.

But oh, did we miss people. Our Victorian, normally a bustling place full of friends and flowing with bourbon, went silent.

Then came drinking with friends, those evenings (and let’s be honest, afternoons) staring at each other’s tiny faces on screen as we all tried to process what was happening. But that’s not sustainable, and we all had to eat. Soon we were cooking. With friends, with family, and best of all, with people who lived hundreds or thousands of miles away.

Before COVID-19 we thought we were keeping up with our long distance friends through social media, but the turn to live (so to speak) interaction showed us how much we’d been missing. We’d prop the laptop up on the kitchen island — the one that used to have friends elbows’ leaned upon it — pour a wine or bourbon, and get busy cooking. Sometimes we’d cook independently, maybe with a theme like pizza night, but as our worlds contracted and we needed ever more ways to shift our focus from the falling sky, we began much more elaborate sessions.

A friend in Spain sparked the cookalong fervor. Julen was our tour guide last fall in the San Sebastian region of Spain, our last trip before lockdown (now a time that seemed like a beautiful dream), and had introduced us to Basque cuisine. Along with friends from New York and Austria that we’d made during our travels, we gathered as best we could the ingredients Julen listed for us, and — across three countries and four cities — spent a Sunday afternoon cutting and stirring, drinking and laughing. Was it the golden afternoon we’d spent preparing a feast in one of the gastronomic clubs of the Basque region? Claro que não.

But we were together. Tantalizing smells — smells like the old days — filled our kitchens. Once in a while we’d pause our preparations to lean toward the screen and just smile at one another. Julen would occasionally break into song and dance. And when evening fell in Spain, he brought us outside with him on his laptop to join his neighbors in cheering for their frontline workers. And? We had a most delicious meal (and leftovers!) to sustain us through the dark days.

Other friends took it to new levels. Stacey and Shelby, consummate foodie friends in Florida, mapped out an epic, multi-course, Mexican dinner. I used one of our carefully allotted grocery shopping trips to load up at a Latin market, buying masa, a tortilla press, and fresh goods to make our feast. Going all out for the night I donned the pink cowboy hat and boots I’d bought — when we used to be able to jet off to other countries — in Guadalajara and poured margaritas. From their outdoor kitchen in Florida our friends led us and a dozen other folks from around the country in making a soul-soothing dinner of homemade guac, shrimp tacos with also homemade tortillas (really, we marveled, why did it take a pandemic to try these?), and salsa (likewise from scratch). The session went for hours, with everyone taking laptops to dining tables to fall upon the fruits of our labors. I hated signing off that night, losing that spark of connection that helped us feel that somehow things would be OK.

Companies were quick to tune into this trend, with sites like Goldbelly getting into the game. The platform that delivers meal kits and ingredients from restaurants around the country was already bringing travel-starved diners a taste of the cities we couldn’t visit. Then they turned the meal prep into a party. My husband and niece (who moved in with us during the pandemic) joined Iron Chef and Top Chef winner, and founder of Girl & the Goat, Stephanie Izard, for a cookalong. Aromas from Asia filled our kitchen as the high energy chef showed us (and other fans scattered across the country) how to make potstickers, slap noodles and a smashed cucumber salad. Trying our hands at something new, taking the idea of a cooking show and making it interactive, and sitting down to a meal that felt like something straight out of our travels was the best therapy.


THIS is the time when women feel the horniest

According to a surprising survey, men and women feel sexually active at totally different times of the day. If you feel you and your partner are having less sex than you want to and don&rsquot understand the reason behind the same, your clock might be the one to be blamed.

According to a survey done by a sex-toy company, men and women feel horny at different hours of the day, which might be the reason behind the missed connection. To know when women and men feel the horniest, read ahead.

02 /7 ​The survey

The survey conducted by the sex-toy company included 2,300 adults. Nearly 70 per cent women said that they have been with partners whose sex drive was a major mismatch with their own, due to different times of their turn-ons.

03 /7 ​Time men and women feel the horniest

Men reported that they like to start their day by having sex between 6 am and 9 am, while women preferred lovemaking between 11 pm to 2 am.

To be precise, men feel horniest at 7:54 in the morning, while women at 11:21 in the night.

04 /7 ​How can this affect your sex life?

Agree or not, we all have experienced a moment when we want to get going but our partner is too busy or vice versa. Blame this to the different hormone cycles of men and women.

05 /7 ​Hormones

Men&rsquos testosterone levels are highest in the morning while women&rsquos increase slightly throughout the day. Though women&rsquos testosterone levels may vary during the day based on their menstrual cycle, being highest during the ovulation.

But different schedules and time preferences do not have to be the death blow to your sex life. Experts say, women are good at being flexible, whereas men&rsquos desire is more direct. Women&rsquos sex drive can be influenced by many more factors and not just time.

06 /7 ​Women’s libido

Women&rsquos libido is very complex, most of it being psychological and nothing to do with their partner. It&rsquos also about how a woman feels about herself and her sexuality. If she feels confident and sexy in herself, she would be more open to sex and likely to have a better chance at climaxing, regardless of what time is it.

07 /7 ​Verdict

Ditching the guilt about how much sex you don&rsquot want or want is another important key to having a great sex life. Sometimes women do not feel the desire to have sex until they start foreplay with their partners. If that&rsquos the case, do not worry about anything and enjoy the way you want to, even if it&rsquos 12 in the noon or 11:21 at night.